A GAZETA DO POVO trás uma matéria muito importante, falando dos planos da IMBEL para se tornar uma empresa produtiva e sustentável. Existem rumores que a única fábrica de munição do país e que é também proprietária da única fábrica de armas que tem foco no público civil, tem interesse em comprar a IMBEL, fato que consolidaria de vez o monopólio das armas de fogo e munições nas mãos de apenas uma empresa.
A IMBEL - Indústria de Material Bélico do Brasil, é muito conhecida entre os atiradores desportistas pois é a principal fabricante de pistolas na plataforma 1911, que é o modelo mais usado entre os competidores de IPSC.

Infelizmente pelo fato de ser uma estatal, a IMBEL não pode receber os recursos necessários para sua independência financeira, já que imposições legais limitam o aporte ANUAL de recursos que podem ser investido. Algumas medidas foram solicitadas pelo Exército Brasileiro junto ao governo federal para que os planos de auto sustentação se concretizem:

1 - "Para que a Imbel deixe de ser dependente de recursos da União, o Ministério da Defesa e o Comando do Exército pedem dinheiro para o próprio governo. Eles querem que a estatal seja capitalizada em R$ 586 milhões de reais. 
2 - Manutenção no Orçamento dos cerca de R$ 220 milhões que a União gasta em média, por ano, para manter a estatal.
3 - Autorização para que a estatal acesse os chamados Recursos Gerados pela Empresa (RGE), disponíveis na Conta Única do Tesouro, no valor de R$ 300 milhões. Atualmente, esses recursos ficam retidos na Conta Única, já que a IMBEL é dependente da União.

Mas a maior importância da IMBEL no cenário nacional é em relação a sua posição estratégia para a defesa de nossa nação, já que ela produz armas leves e pesadas e munições para o Exército Brasileiro, tais como o icônico FAL e o seu primo mais novo o IA2.

"Caso a empresa vire não dependente, ela passará a ter gerência própria sobre seu orçamento. Também pode vir a ser capitalizada pelo governo, a depender das suas necessidades de investimento e disponibilidade orçamentária da União.". 

Existem produtos da fabricante, como sua pistola MD4 que funciona somente em Ação Dupla, que talvez você não conheça justamente pela falta de independência financeira da IMBEL. Para saber mais sobre a MD4 é só clicar aqui MD4 A PISTOLA AÇÃO DUPLA DA IMBEL.

Considerando a experiência de vários amigos CAC, que tiveram muitos dissabores com a IMBEL, já que ela não consegue cumprir prazos acordados e por mais incrível que isso possa parecer, ela não consegue entregar bons produtos para seus consumidores, acho que sim, ela deve ser privatizada. Nas mãos do controle estatal ela nunca irá ser independente ou conseguirá produzir produtos competitivos em preço e qualidade.

Eu mesmo sou uma testemunha da falta de qualidade dos produtos da IMBEL, já que trabalhei mais de seis anos com uma pistola MD5 40SW desta fabricante que tinha uma bolha na estrutura do chassi, que com o tempo rachou, ou seja, trabalhava com uma IMBEL quebrada por falta de qualidade do metal que eles produzem. 

Outros dois amigos que compraram o fuzil de ferrolho AGLC 308 da IMBEL, receberam a arma com os furos destinados a montar a luneta desalinhados. Ou seja, o fuzil veio de fábrica com o cano furado no lugar errado. Como consertar algo assim?! 🤦
Eu costumo dizer que as pistolas 1911 da IMBEL se assemelham à um Jipe da segunda guerra mundial, mas acabado de sair da linha de produção e para usar esse Jipe você tem que levá-lo ao mecânico antes de qualquer coisa, pois ele é muito resistente, rústico e tão duro que você não consegue dirigi-lo. Traduzindo - quando você compra uma 1911 da IMBEL ele vem de fábrica com o gatilho, o ferrolho e as travas de manuseio tão duras que você precisará levá-la a um armeiro antes de decidir usá-la para o esporte ou para defesa.
Precisamos esclarecer que os canos fabricados pela IMBEL estão entre os melhores do mundo, graças ao sistema de martelamento à frio usado em sua produção e que suas armas são extremamente robustas, rústicas e confiáveis.
O que não pode acontecer é que a IMBEL seja vendida para o grupo que vem engolindo tudo e colocando em seu estômago, sem limites. 
Se a única fábrica de munições do Brasil, que é dona da única fábrica de armas que se interessa no público civil, comprar a empresa que fabrica armas para o Exército Brasileiro, nós estaremos realmente "lascados" e o monopólio das armas e munições estará de vez selado.
Vamos ficar atentos às novidades que virão, não podemos descuidar do nosso mundo bélico. A diversidade de fabricantes só trás benefícios, novas marcas trarão produtos melhores, preços melhores e assim os fabricantes nacionais se verão obrigados a ter produtos mais competitivos, de melhor qualidade e mais baratos.

Se você gostou da publicação não se esqueça de deixar o like 👍, mandar seu comentário dando sugestões ou críticas e inscreva-se em nosso Blog para receber em primeira mão as novas publicações da equipe do 1911.

Veja também o 1911 em outras mídias sociais:

🔹Instagram: Clique aqui.

🔹 Facebook: Clique aqui.

🔹 YouTube: Clique aqui.

🔹 Blog: Clique aqui.

🔹 COMUNIDADE 1911 NO TELEGRAM: Clique aqui.

Quer mandar seu presente para o 1911?

Entre em contato conosco por aqui – CONTATO 1911.


Muito obrigado a todos!

 

  ♠️ SE VOCÊ TREINA ♠️

♠️ VOCÊ SALVA VIDAS ♠️

Tenente-Coronel Bruno 👊🗡🔫

==========================

🔹Siga o Instagram do administrador – é só clicar aqui!