Sou Policial Militar há mais de 20 anos e instrutor de tiro há mais de 17 anos e continuo na atividade pois amo a docência, principalmente a bélica! Nem me lembro quando foi a primeira vez que vesti a tal "camiseta vermelha" e na época ninguém me explicou toda a responsabilidade e mística que ela carrega. A vestimenta vermelha serve para destacar o instrutor dos alunos, pois ele é o responsável pela segurança da pista, pelo conteúdo a ser ministrado, pelo meios auxiliares a serem usados e principalmente pela didática a ser direcionada aos alunos e também para que o neófito não confunda o instrutor com um alvo e o acerte.

Nesta foto com minha esposa Sargento Rhainna,
 instrutora de tiro e PM operacional
.

O que muitos pseudo instrutores não entendem e que cada público, cada turma, cada aluno tem uma didática a ser empregada e não sabe disso por falta de experiência de pista, falta de bagagem teórica e por falta de humildade. E na ignorância desse princípio, quer nivelar e aplicar a todos o mesmo método e didática.

Oficina de APH de Combate com o Dr. Doc Maníglia durante a W2C 2020.

Mas a camiseta vermelha não é mágica, mesmo que alguns precisem muito que ela seja. O fato de estar vestindo-a não o faz um instrutor, muito menos um bom ou excelente instrutor. Alguns pensam que após o parco curso de IAT (Instrutor de Armamento e Tiro) de eternos quatro dias, ele será o novo Jef Cooper tupiniquim e com base nisso começam a se aventurar na séria missão de ensinar pessoas a se defender ou proteger seus familiares com uma arma de fogo. E disso surgem seres bizarros e caricatos como bailarinos táticos, paniquetes do tiro, strippers bélicas e palhaços amados ensinando mil coisas, menos como acertar um alvo a cinco metros com precisão e segurança.

Foto da época em que trabalhava no GIRO
Grupamento de Intervenções Rápidas Ostensivas

Confesso que estou um pouco descrente com a veste vermelha que comumente é usada pelo instrutor de tiro, inclusive já ministrei vários cursos sem ela. A banalização feita por empresas que vendem uma promessa falsa, a inocência dos que fazem esses cursos que produzem instrutores como uma fábrica de salsicha e a ousadia e a falta de senso, ou de vergonha na cara mesmo de todos os atores acima citados, desmotivam-me a me vestir de vermelho.

Exercício realizado no curso de Combate Veicular com o
Policial Civil Marcelo Esperandio da ETC.

Assim meu caro amigo que quer aprender a atirar ou aperfeiçoar suas técnicas ao portar e usar uma arma de fogo, deixo aqui uma sugestão, peça o currículo de cursos que seu magnânimo instrutor de tiro tem. Atente-se para as datas, veja os cursos que ele fez e que ministrou. Veja qual é o tipo de especialização que ele tem, pois talvez ele irá te ensinar tiro de precisão mas tem apenas um curso de CAR System do Paraguai e o de IAT. Isso nada mais é que respeitar o tempo, a energia e o gasto financeiro que você terá, mas acima de tudo entenda que no final das contas você está colocando a sua vida e a de sua família nas mãos daquele instrutor de tiro, nada mais justo que querer saber que tipo de profissional ele é!

Este aluno nunca havia sequer tocado em uma arma de fogo. Vejam o agrupamento de seus disparos após fazer nosso Curso de Operador de Pistola.

E para atiçar os neurônios de nossos seguidores termino dizendo que eu não sou instrutor de tiro, há muitos anos deixei de ser. Atualmente me considero um PROFESSOR DE TIRO, já que este pensa, cria e executa, enquanto o primeiro só executa e auxilia o professor. Reflitam sobre isso.

Para os mais curiosos segue a frente o link onde poderão encontrar um currículo simplificado de nossos cursos e certificados é só 👉 clicar aqui.
.
. ♠️ SE VOCÊ TREINA ♠️
♠️ VOCÊ SALVA VIDAS ♠️
.
Tenente-Coronel Bruno 👊🗡🔫
==========================
⚠️ Siga @ten.coronel.bruno